Manto Tricolor leva alegria a menino gaúcho

A primeira carta de Clédison

A primeira carta de Clédison

Por ser um clube pequeno e ainda novo – completou 11 anos em abril – muita gente pode pensar que o Camboriú FC não conta com o apoio de torcedores fiéis. No entanto, alguns casos e histórias podem mudar essa concepção. É fato, sim, que a maioria dos torcedores da Cambura tem, também, um lugar no coração para um dos grandes clubes do país. Mas alguns optam apenas pelo Tricolor. E fazem do clube uma fonte de alegria, mesmo quando a vida dá todos os motivos para que se esteja triste. Foi na Cambura que o menino Clédison Jesus de Souza, do Rio Grande do Sul, encontrou motivos para sorrir em uma fase difícil da vida.

A história de Clédison chegou ao conhecimento da direção tricolor no final de maio. Uma carta, enviada pelo garoto da cidade de Terra da Areia-RS, chegou à sede do clube. Poderia ser só mais um pedido de camiseta, mas era bem mais do que isso. No texto, escrito em uma máquina de escrever, o garoto contou sua história de vida. Relatou os problemas familiares, com a morte do pai e a doença grave da mãe, e deixou claro que se fosse presentado com uma camisa da Cambura, teria ao menos um motivo para sorrir.

Clédison também relatou as dificuldades financeiras de sua família e, durante todo o texto, exaltou seu amor pelo Camboriú. Ele não descreve qual sua idade e nem como conheceu e se apaixonou pelo clube, mas demonstra o afeto não só em palavras, mas também em desenhos. Ele diz amar a Cambura mesmo com os amigos da escola zombando, por não saberem sequer “que time é esse”.

A direção tricolor enviou a camisa para o garoto. Na semana passada, outra carta chegou ao clube. Era mais um texto de Clédison, provavelmente escrito na mesma máquina de escrever, agradecendo pelo presente. Na carta, ele conta que em um dia em que se sentia muito triste, resolveu ir até o correio. Lá, encontrou a encomenda enviada para ele e, ao chegar em casa, se deparou com a camisa “maravilhosa e lindona” do Camboriú. “Isso me deixou feliz e ajudou minha mãezinha a dar um sorriso”, escreve o menino.

No agradecimento, o garoto também mandou forças a todo o elenco. Diz para que o Tricolor não desista dos objetivos e promete continuar torcendo, à distância. Nós, aqui, continuaremos lutando, Clédison. Por você e por toda nossa torcida. Para colocarmos cada vez mais sorrisos nos rostos de todos vocês.

Clique e leia as cartas na íntegra:

1 Carta05

2 Carta06

 

 

 

3 Carta01

4 Carta02

5 Carta03

6 Carta04

 

 

 

 

7 Carta09

8 Carta10

 

 

 

 

9 Carta07

10 Carta08

Anúncios

Sobre camboriufc

Clube de futebol profissional de Santa Catarina.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.